A ascensão do fascismo no Brasil: Uma breve análise do caso brasileiro sob a perspectiva de Jason Stanley

Carvalho da Silva, Renato Vicentini

Abstract


A ascensão da extrema-direita, pela via democrática, em diversas partes do mundo, bem como, o modo como ela corrói as democracias por dentro, é o objeto de estudo do filósofo Jason Stanley, em Como funciona o fascismo: A política do “Nós” e “Eles” (2018). Neste livro, o autor nos fornece diversos elementos que caracterizariam o fascismo: nacionalismo exacerbado, fundamentalismo religioso, racismo, xenofobia, machismo, LGBTfobia, autoritarismo político, dentre outros. Assim, Stanley nos apresenta dez estratégias, que seriam comuns aos Governos fascistas contemporâneos, para atingir os seus objetivos de poder: a ideia de retorno a um passado mítico; uso intenso da propaganda para subverter valores democráticos; ataques sistemáticos à intelectualidade; destruição da realidade por meio de teorias conspiratórias; apelo a uma rígida hierarquia social; vitimização do grupo socialmente dominante; criminalização de grupos minoritários por meio de apelos à lei e à ordem; estímulo à ansiedade sexual do conjunto da sociedade; exaltação à vida rural, em detrimento dos grandes centros urbanos; apologia ao trabalho duro, em detrimento do Estado de bem-estar social. Analisaremos como a obra nos ajuda a compreender a situação do Brasil e o futuro da América Latina.

Keywords


Fascismo; Extrema Direita; Militarismo; Ditadura; Democracia

References


Jason Stanley (2018). Como Funciona O Fascismo - A Política do “Nós” e “Eles”. São Paulo: L&PM, 208 pages.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.











                                                       CROLAR ISSN 2195-3481. We log anonymous usage statistics. Please read the privacy information for details